Conecte-se conosco

Brasil

Brasília em estado de calamadidade pública

Cerca de 100 pessoas aguardam na fila de leitos de UTI

Publicado

em

Calamidade Brasília

O governo do Distrito Federal (GDF) ampliou a duração do estado de calamidade pública. Previsto inicialmente para perdurar até junho, agora, com um novo decreto publicado ontem (8) a medida tem validade enquanto durar a pandemia de covid-19.

Segundo informações, cerca de 100 pessoas aguardam na fila de leitos de UTI para tratamento intenso de covid-19. Na prática, a saúde pública do DF está em colapso assim como vários estados do Brasil.

Com o decreto de estado de calamidade pública, o GDF fica dispensado de cumprir as metas da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e teria uma liberdade maior de alocar recursos e fazer investimentos na área de saúde, além de recorrer ao Fundo Nacional do governo federal.

Capital Federal sob toque de recolher e lockdown

Brasília, por determinação do GDF, está sob o toque de recolher. A medida abrange o horário das 22h às 5h e vigora até o próximo dia 22 de março, numa tentativa de diminuir a propagação da doença. Toda a capital federal está em lockdown. Apenas serviços essenciais podem funcionar, mas academias e escolas podem funcionar.

Leia o Decreto publicado no Diário Oficial do GDF

DECRETO Nº 41.882, DE 08 DE MARÇO DE 2021

Declara estado de calamidade pública, no âmbito da saúde pública do Distrito Federal, em decorrência da pandemia causada pelo Novo Coronavírus SARS-CoV-2 (Classificação e Codificação Brasileira de Desastres – COBRADE 1.5.1.1.0 – Doenças Infecciosas Virais).

O GOVERNADOR DO DISTRITO FEDERAL, no uso da atribuição que lhe confere o art. 100, inciso XXV, da Lei Orgânica do Distrito Federal,CONSIDERANDO a classificação pela Organização Mundial de Saúde, no dia 11 de março de 2020, como pandemia do Novo Coronavírus;

CONSIDERANDO que a situação demanda o emprego urgente de medidas de prevenção, controle e contenção de riscos, danos e agravos à saúde pública, a fim de evitar a disseminação da doença no Distrito Federal;

CONSIDERANDO que a saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação, na forma do artigo 196 da Constituição da República;

CONSIDERANDO, ainda, a necessidade premente de garantir o atendimento adequado e universal dos serviços de saúde à população do Distrito Federal infectada com o Novo Coronavírus (COVID-19), bem como o risco iminente de superlotação das UTIs e unidades hospitalares na fase aguda da pandemia disciplinada pelo Decreto n.º 41.849, de 27 de fevereiro de 2021, DECRETA:

Art. 1º Fica declarado estado de calamidade pública, no âmbito da saúde pública do Distrito Federal, em decorrência da pandemia causada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 (Classificação e Codificação Brasileira de Desastres – COBRADE 1.5.1.1.0 – Doenças Infecciosas Virais).

Art. 2º Este Decreto vigerá enquanto perdurar os efeitos da pandemia do novo coronavírus SARS-CoV-2 no Brasil.

Art. 3º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 08 de março de 2021

132º da República e 61º de Brasília
IBANEIS ROCHA

Foto Renato Alves/Agência Brasília.

Acre

Governo do Acre anuncia chegada da Pfizer na segunda

Publicado

em

Por

O governo do Acre confirmou que as doses da Pfizer devem chegar ainda na segunda-feira (3). Neste sábado (1), o estado recebeu 1,4 mil doses da vacina Coronavac, do Instituto Butantan. Este é o segundo lote de vacinas que recebido nos últimos dois dias. Na quinta (29), chegaram 13 mil doses da Oxford-AstraZeneca e 200 doses a CoronaVac.

A Secretaria de Saúde do estado (Sesacre) informou que o lote recebido neste sábdao (1.400 doses) da Vacina Coronavac serão distribuídos seguindo os seguintes critérios:

800 doses serão destinadas para a campanha de segunda dose dos grupos prioritários da saúde, idosos e segurança; 600 serão para primeira dose de pessoas com comorbidades, gestantes com comorbidades, puérperas com comorbidades, e deficiência permanente cadastrada no Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Para a próxima segunda-feira (3), o governo informou que está prevista a chegada de mais 19.750 doses da vacina Astrazeneca/Fiocruz, todas para primeira dose, e mais de 1.400 doses da Pfizer/BioNtech, totalizando mais de 23 mil doses neste período.

De acordo com informações do portal de transparência do governo, o Acre recebeu 199.390 doses de vacinas e foram aplicadas 124.334 até essa sexta-feira (30), data da última atualização, sendo 94.112 da primeira dose e 30.222 da segunda. Rio Branco aplicou 56.770 doses e Cruzeiro do Sul 13.645.

Continue lendo

Amazonas

Decreto autoriza visitas em cemitérios de Manaus no Dia das Mães

Prefeitura de Manaus emite decreto e permite visitas aos cemitérios no Dia das Mães.

Publicado

em

Por

Um decreto da Prefeitura de Manaus autoriza a abertura dos cemitérios de Manaus no Dia das Mães. O texto publicado no Diário Oficial do Município (DOM) neste sábado (1) estabelece um regime excepecional de funcionamento entre os dias 08 e 09 de maio com horários de visitação das 6h às 20h.

Pelo decreto, está restrito o acesso aos cemitérios apenas aos familiares que possuam ente sepultado no espaço. Realização de eventos e celebrações coletivas está permitida, mas limitada a capacidade de 100 pessoas, respeitando distanciamento social e com adoções de medidas para evitar aglomerações.

Continue lendo

Piauí

Homem é preso suspeito de atirar em ex-esposa com bebê no colo

Publicado

em

Por

Homem é preso suspeito de atirar em ex-esposa com bebê no colo no Piauí | Piauí

Piauí – A Polícia Civil cumpriu, nesta terça-feira (27), mandado de prisão preventiva contra um homem suspeito de atirar na ex-esposa que estava com o neto do casal no colo. O crime aconteceu no último dia 9 de abril deste ano, no município de Caridade do Piauí, distante 471 km de Teresina.

Segundo a Polícia, a mulher foi ameaça de morte várias vezes, mas nunca registrou ocorrências. De acordo com o delegado títular da delegacia de Simões, Ramon Brito, o suspeito e a vítima haviam tido um relacionamento que durou mais de duas décadas. A cerca de seis meses, o casal estava separado e o ex-marido não aceitva o fim do casamento. “A mulher chegou a ser ameaçada de morte várias vezes, mas nunca procurou a delegacia”, disse o delegado.

A vítima foi atingida com um tiro na perna e o crime só não foi consumado porque o atirador foi impedido o crime pelo filho.

“No dia do crime ele fugiu, mas continuou na cidade de Caridade do Piauí. Entramos com o pedido do mandado de prisão, que só saiu esta semana, e hoje ele foi preso”, comentou o delegado.

O suspeito irá responder por tentativa de feminicídio contra a ex-esposa e tentativa de homicídio contra o bebê. Após a prisão, ele foi conduzido para a Penitenciária José de Deus Barros, em Picos.

Com informações do G1

Continue lendo

Popular